sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Maranhão tem referendada sua pré-candidatura ao governo durante reunião com deputados do MDB

Integrantes da bancada federal e estadual do MDB se reuniram na residência do senador Jose Maranhão, em um café da manhã na manhã desta sexta-feira (23). Os correligionários marcaram a reunião com objetivo de debater o futuro do partido nas eleições de 2018. O senador José Maranhão lançou sua pré-candidatura a governador para o pleito e teve sua postulação referendada pelo grupo.
Presenças dos deputados federais Hugo Motta, Veneziano Vital e André Amaral; também os estaduais Raniery Paulino, Ricardo Marcelo, Olenka Maranhão, Raniery Paulino, Jullys Roberto, Nabor Wanderley e o secretário-geral Antônio Souza. O ex-deputado Pedro Medeiros também estava presença.
Apenas a ausência do vice-prefeito Manoel Júnior e do senador Raimundo Lira. Mostrou unidade, ainda mais em se tratando do reencontro entre Maranhão e Veneziano.

Reunião de Maranhão com deputados já começou...

O senador, pré-candidato ao Governo do Estado e presidente do MDB na Paraíba, José Maranhão,  realiza um café da manhã nesta sexta-feira (23), em sua residência, para que os filiados do partido e aliados definam os rumos do partido nas eleições deste ano. A conversa já começou.
Estão presentes: Veneziano, Hugo Mota, André Amaral, Nabor Wanderley, Raniery Paulino, Roberto Paulino, Jullys Roberto, Ricardo Marcelo, Olenka Maranhão, Pedro Medeiros e Antônio de Souza. O detalhe, é a ausência do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior no encontro.

APAM e Famup apresentam proposta sobre contratação de advogados por prefeituras

A Associação Paraibana da Advocacia Municipalista (APAM) e a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) se reuniram, nesta quinta-feira (22), com o promotor coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Caop), Leonardo Quintans, e apresentaram a proposta para contratações de advogados por inexigibilidade de licitação pelas prefeituras. O promotor recebeu as propostas e garantiu que vai apresentá-las durante reunião do Colegiado de Promotores do Patrimônio Público já no início de março.
De acordo com o presidente da APAM, Marco Villar, a reunião serviu para que se inicie um debate junto ao Ministério Público sobre as prerrogativas dos advogados e dos prefeitos quanto às contratações de característica singular e contratos por inexigibilidade. “Convergimos em diversos pontos e foi por isso que conversamos com o coordenador do Caop, na certeza que poderemos contribuir para continuidade dos contratos atualmente firmados com os advogados municipalistas”.
Durante a reunião, a APAM e a FAMUP apresentaram serviços que podem ser realizados por meio de contratações de advogados tais como: Ação Ordinária com pedido de liminar visando suspensão de inadimplência junto ao Siafi e a Controladoria Geral do Estado; proposição de Ação Civil Pública responsabilizando o ex-gestor; e Ação Ordinária visando inclusão do município em parcelamentos definidos em leis especiais; acompanhamento/defesas do município/gestão nos processos dos Tribunais de Contas do Estado e da União, dentre outros.
Relatos – Durante a reunião, o presidente da Famup, Tota Guedes, e o prefeito de Juripiranga, Paulo Teixeira, apresentaram as dificuldades dos prefeitos em ficar sem o atendimento de um escritório de advocacia especializado. “Temos muitas demandas. O TCE nos exige mais a cada dia e apenas um profissional especializado na área poderá nos ajudar. Um concursado não conseguirá atender a todos os processos”, disse o prefeito Paulo.
O promotor Leonardo Quintans ouviu as propostas dos representantes da APAM e da FAMUP, elogiando a iniciativa, e se comprometeu a apresentar as questões durante a próxima reunião do Colegiado de Promotores do Patrimônio Público, que acontece neste início de março. “Vamos apresentar essas propostas para construirmos um diálogo que permita a possibilidade de futuros concursos públicos, sem que haja qualquer prejuízo a continuidade da prestação de serviços por advogados legalmente contratados por meio de inexigibilidade, neste sentido vejo de forma bastante positiva a construção de um entendimento”, afirmou.

Maranhão espera apoio de Cássio e Benjamim para sua candidatura ao Governo

O senador José Maranhão, pré-candidato ao governo do estado na eleição desse ano, disse que espera que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e que seu sobrinho e deputado federal Benjamim Maranhão, apoiem sua vontade de governar a Paraíba. A declaração de Maranhão foi dada durante o programa Conexão Master desta quinta-feira (22).
De toda forma, ele disse que é o único candidato de oposição que existe e que está disposto e acostumado a vencer eleição sozinho. “Venci a disputa contra Lucélio e contra Wilson Santiago para o Senado. Estou trabalhando pela composição da chapa proporcional, para dar condições de eleger os candidatos. Sabendo que ninguém tem promessa de aliança maior do que tem o MDB. Na proporcional, a legenda será altamente competitiva”.
Maranhão falou ainda que foi convidado para um Café da Manhã com os colegas de partido nesta sexta-feira (23) e que a reunião será com os titulares das bancadas federal e estadual, com os senadores da sigla, para definir prováveis nomes para compor a chapa. No entanto, ele desconversou sobre as ‘caras’ que comporão a proporcional e afirmou que ‘a competição pela cauda está maior do que pela cabeça’. Ele disse também estar confiante da possível candidatura de Samuka Duarte para deputado estadual pelo partido.
Sobre a aliança com o PSD do prefeito Luciano Cartaxo, Maranhão afirmou que não tem compromisso de manter a união ou apoiar a candidatura de Cartaxo para o governo do estado. “Quero ser protagonista, quero que o MDB cresça. Há casamento, mas existe o divórcio. Não é que ele não mereça o cargo, mas nenhum partido pode crescer e crescer do nada, deixa o MDB crescer, deixa ele ser ele mesmo, aparecer como primeiro. Como se fosse pouco o que acontece com o MDB nacionalmente, sem candidato próprio desde sempre. Porque o MDB não pode ter um candidato a governador? Dar a oportunidade ao eleitor de uma opção mais ampla, quanto mais candidato na praça melhor para o povo escolher, não podemos tirar do povo a oportunidade de escolher”.
Maranhão destacou que há diferença de ideias entre ele e Cartaxo, mas disse que não se considera menos capaz para gerenciar o estado, “me considero igual no potencial. Nessa eleição a diferença vai ser a questão da história politica. Estamos vivendo um tempo muito duro, o povo está lutando por uma mudança na forma dos homens públicos se portarem nos cargos que ocupam. Nessa eleição as pessoas vão pegar os currículos dos candidatos e, a ficha limpa vai ser um boletim eliminatório, e a experiência na gestão pública, além de honestidade, competência e capacidade serão muito importantes”.
O senador falou também sobre a relação com Cássio Cunha Lima, sobre o fundo partidário para financiar a campanha eleitoral do MDB esse ano, discutiu política nacional, lembrou suas ações e projetos feitos pela Paraíba em um apanhado geral como gestor e também falou sobre a intervenção federal no Rio de Janeiro.
 (com PolêmicaPB) Assista ao programa na íntegra:

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Papa Francisco adverte sobre obsessão de jovens em receber 'curtidas' nas redes sociais

Resultado de imagem para papa e jovens
O Papa Francisco publicou nesta quinta-feira (22) a mensagem para a Jornada Mundial da Juventude e advertiu sobre o atual medo que os jovens têm de não ser aceitos pelo que são e que muitos estão se tornando obsessivos em receber "curtidas" nas redes sociais. A Igreja Católica realizará em 25 de março a Jornada Mundial da Juventude de 2018 em nível diocesano e a mensagem publicado significa hoje é um "passo a mais no processo de preparação da JMJ do Panamá, que se realizará em janeiro de 2019", escreveu o papa.
Francisco disse que atualmente muitos jovens se sentem atingidos por medos e que em muitos "existe um profundo medo de não ser amado e querido pelo que é". "Muitos jovens fazem continuamente 'photoshop' das suas imagens, escondendo-se por trás de máscaras e identidades falsas, chegando quase a tornar-se, eles próprios, um 'fake', uma identidade falsa", alertou.
O papa, que costuma usar uma linguagem coloquial e moderna quando fala com os jovens, disse ainda que "muitos têm a obsessão de receber o maior número possível de 'likes'. E daqui, desta sensação de desajustamento, surgem muitos medos e incertezas". Papa Francisco, os jovens, tanto os crentes quanto os não crentes, temem não conseguir encontrar uma segurança afetiva e "frente à precariedade do trabalho", muitos têm medo a não alcançar uma situação profissional satisfatória e não cumprir os seus sonhos.
Como ajuda para os momentos de "dúvida e medo", o pontífice propôs o "discernimento" para colocar em ordem "os pensamentos e sentimentos e para atuar de uma maneira justa e prudente" e assim " não perder tempo e energias com fantasmas sem rosto nem consistência". "Não deixeis, queridos jovens, que os fulgores da juventude se apaguem na escuridão duma sala fechada, onde a única janela para olhar o mundo seja a do computador e do smartphone", aconselhou.
O pontífice concluiu a sua mensagem dizendo que a JMJ "é para os corajosos" e " não para jovens que só buscam comodidade, recuando à vista das dificuldades". "Aceitam o desafio?", perguntou. (Por Agencia EFE)

Médicos do Vale do Piancó se unem em torno de pré-candidatura do professor Ivo Filho a deputado estadual

Três renomados médicos da região do Vale do Piancó, Sertão paraibano, declararam apoio à pré-candidatura do professor Ivo Filho (PPS) a deputado estadual nas eleições deste ano. “É visível o nosso crescimento e consolidação do nome, tanto no Vale do Piancó, quanto em várias cidades da Paraíba”, comentou Ivo Filho. Os médicos que declararam apoio a Ivo Filho são Robério (Ibiara), Jamaildo Araújo (Pedra Branca) e Jaildes Felismino (Itaporanga).
“O apoio desses três competentes profissionais é a prova de que a política, em 2018, estará no caminho certo, ou seja, o político deve ter o compromisso com o povo e para o povo. Enquanto pensarmos na política de troca de favores, o caos permanecerá e os mais pobres é  que sentirão o reflexo”, afirmou.
Ivo Filho é natural de Itaporanga e mora há mais de 26 anos em João Pessoa, lecionando em cidades como Campina Grande, Patos, Guarabira, e ministrando palestras, sobre a Redação no Enem, por mais de 50 cidades do nosso estado. (Fonte: Tá na Área)

PSDB escolhido para liderar maior bloco na Câmara com 11 partidos e 201 votos

Resultado de imagem para psdb alckmin reunião deputados em brasília
No começo da noite desta quarta-feira (21) foi formalizado bloco partidário na Câmara, liderado pelo PSDB, reunindo 11 partidos de centro-direita que somam 201 votos – que passa a ser a maior bancada na Casa. Inicialmente, o bloco seria liderado pelo PR, que tem 37 votos, mas, com a adesão do PSDB que tem 46 votos, a praxe é a liderança ser representada pelo líder de maior partido.
O bloco reúne partidos médios e pequenos de centro-direita: PSDB, PR, PSD, PRB, SD, PPS,PV, PTB, PROS, PSL e PRP, partidos que, em comum, têm o fato de não terem candidato a presidência da República – exceção do PSDB, que deve lançar a candidatura de Geraldo Alckmin. O Podemos integrava o bloco quando liderado pelo PR, mas saiu do grupo com a entrada do PSDB.
Se esta aliança entre 11 partidos na Câmara for projetada na eleição presidencial, o candidato tucano teria o maior tempo de televisão na corrida eleitoral. A adesão do PSDB ao grupo aconteceu nesta quarta, mesma data em que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, passou o dia em Brasília. Além disso, o novo líder da bancada, Nilson Leitão, sempre foi um parlamentar identificado com outros partidos do chamado “Centrão, o que facilitou a entrega do partido no grupo.
A formação do bloco com 201 deputados darÁ ao grupo cadeira importante na Comissão de Orçamento que vai definir o orçamento do novo governo e também definir o repasse de recursos para a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, reduz a importância dos grandes partidos, como o PMDB e relativiza o papel do presidente da Casa, Rodrigo Maia. As informações são do G1.

Maranhão deve convocar bancadas federal e estadual do MDB para debater eleições

O senador e pré-candidato ao governo do estado, José Maranhão (MDB), contou, nesta quarta-feira (21), que vai realizar ainda nesta semana um café da manhã para seus correligionários a fim de definir os rumos do partido nas eleições de outubro próximo.
“Vamos reunir os candidatos do MDB que têm mandato e querem renovar. Também com as bancadas das Câmaras, do Senado e da Assembleia Legislativa. Vamos tomar um cafezinho e conversar”, revelou em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

MDB dará até R$ 2 milhões para candidatos e tesoureiro alerta: “Quem quiser sair, avalie bem”

IMG_3630
O MDB Nacional reuniu-se na tarde desta quarta-feira (21) e aprovou, dentre outras medidas os valores do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para os candidatos ao Senado e a Câmara Federal. Foi fixado para cada candidato a deputado federal o valor de R$ 1,5 milhão, transferido pelo partido. Os candidatos ao Senador receberão R$ 2 milhões; já para os cargos de governador e de deputado Estadual os valores serão fixados posteriormente.
Segundo as informações esses são valores mínimos, a serem transferidos pelo órgão nacional. Estiveram presentes na reunião os senadores José Maranhão e Raimundo Lira, além do tesoureiro do MDB na Paraíba, Antônio de Souza. Antônio aproveitou a divulgação dos valores para alertar os deputados que pretendem sair do partido visando as eleições deste ano. Segundo ele, o MDB é o maior partido do paós, e o único que está estruturado em todos os municípios da Paraíba.
“Quem pretende sair do partido tem que avaliar muito bem. Aqueles que saírem terão que convencer os filiados a acompanhá-los.  Não é fácil. E depois ir para uma legenda que sequer terá recursos do (FEFC) Fundo Especial de Financiamento de Campanha. O MDB é o partido que terá o maior valor a distribuir com os candidatos na Eleição deste ano. Precisa ter coragem para enfrentar uma saída, há pouco mais de seis meses das eleições. O MDB está tranquilo”, disse.

Nabor e Hugo ficam; ‘isso já está pacificado’, diz Antônio Souza sobre especulações.

antonio-sou
Secretário-geral e ex-presidente estadual do MDB, Antônio Souza informou ao blog que “está pacificada a permanência de Nabor Wanderley (deputado estadual) e Hugo Motta (deputado federal) nos quadros do partido”. Nas últimas semana setores da imprensa noticiaram a desfiliação deles da legenda.
Souza pôs um ponto final neste tema: “Nabor e Hugo conversaram ontem com o senador José Maranhão, e foi dissipada qualquer dúvida a despeito desse assunto. Eles continuam no partido”, ponderou. Em seguida, expôs os cuidados no momento de qualquer filiado decidir sair da legenda emedebista: “O MDB é o maior partido do Brasil. O único que está estruturado em todos os municípios do Estado. Quem pretende sair tem que avaliar muito bem, pois nossos filiados são muito ciosos em respeito ao partido…”
“… Àqueles que saírem terão que convencer os filiados a acompanhá-los. Não é fácil e, depois, ir para uma legenda que, sequer terã recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e o MDB é o partido que terá maior valor a distribuir com os candidatos na eleição deste ano”, declarou. E arrematou: “Precisa ter coragem para enfrentar uma saída, há pouco mais de seis meses das eleições. O MDB está tranquilo”.

"Não sou homem de fazer barganha", dispara Maranhão ao descartar possibilidade de assumir Ministério das Cidades.

Resultado de imagem para senador josé maranhão
O senador José Maranhão (MDB) descartou, na manhã desta quarta-feira, 21, a possibilidade de assumir o Ministério das Cidades. Em entrevista ao Polêmica Paraíba, ele afirmou não ser homem de barganha e disse que quem articulou a indicação não fez questão de esconder a intenção, que é tirá-lo da disputa eleitoral. “Não estou a fim de fazer barganha, não sou homem de barganha, eu ajudo a Paraíba como senador e sirvo bem ao Estado”, disse. Ele afirmou ainda que mesmo quando estava sem mandato, não aceitou assumir ministério e não o faria agora como moeda de troca por sua candidatura.
“Não quero acusar ninguém, mas é muito sintomático isso, essa intencionalidade não conseguiu ser escondida, eu não vou abrir mão da minha candidatura por nada porque não tenho motivos para desistir”, enfatizou. Ele disse, mais de uma vez durante a entrevista, que sua candidatura é irreversível, mas admitiu que só uma aliança política poderia fazê-lo abrir mão da cabeça de chapa.
Questionado sobre o diálogo com os pré-candidatos ao governo da Paraíba, Maranhão destacou que conversa com todos os partidos. Sobre o governador Ricardo Coutinho, o senador afirmou que “o governador tem um candidato definitivo”. Maranhão deixou no ar sua mágoa com o prefeito de João Pessoa, afirmando que mantinha diálogos com Luciano Cartaxo (PSD), mas foram interrompidos pelo gestor da Capital, “com  muita hostilidade, inclusive, demitindo as poucas pessoas que tinha na gestão por indicação minha”, reafirmou.
Ele confirmou ainda que conversa também o PSDB e que mantém boa relação com o senador Cássio Cunha Lima, “conversamos, ele senta ao meu lado no Senado e mantemos contrato sempre”. Para finalizar a entrevista, Maranhão não quis definir um prazo para as formações de chapa majoritária, “não há prazo, não há nada definido, não posso dar um prazo para alianças, o único prazo que existe é o limite do dia 7 de abril para os pré-candidatos deixarem seus mandatos”.

Jutay Meneses deve deixar comando do PRB para chegada de Hugo Mota e Nabor...

Resultado de imagem para jutay meneses hugo motta
O PRB deve mudar de comando na Paraíba, informa o blogueiro Anderson Soares. A articulação foi feita pela Executiva Nacional do partido e teve a concordância do deputado estadual Jutay Meneses (foto), que será candidato a deputado federal nas eleições deste ano.
Nas entrelinha, o deputado seria Hugo Mota é quem deve assumir o comando do partido e leva junto seu pai, o deputado estadual Nabor Wanderley, vários prefeitos e lideranças política que deixam o MDB. Elegendo Jutay e Hugo, o PRB fortalece bancada na câmara.

Congresso aprova crédito especial de R$ 2 bilhões aos municípios

O Congresso Nacional aprovou nesta terça-feira (20) o Projeto de Lei (PLN) 1/18, que abre crédito especial de R$ 2 bilhões aos municípios. Os recursos serão destinados aos Ministérios da Educação (R$ 600 mil), Saúde (R$ 1 bilhão) e Desenvolvimento Social (R$ 400 mil) para viabilizar o auxílio financeiro às prefeituras. A matéria foi aprovada em votação simbólica e vai à sanção presidencial.
A verba estava prevista em medida provisória editada pelo governo federal no final de dezembro do ano passado, que autoriza a União a transferir aos entes federativos que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) recursos destinados à superação de dificuldades financeiras emergenciais.
Na Mensagem do Executivo enviada ao Congresso Nacional, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, argumenta que as alterações decorrentes da abertura deste crédito “não afetam a obtenção da meta de resultado primário fixada para o exercício corrente, uma vez que se referem a remanejamento entre despesas primárias discricionárias do Poder Executivo para priorização das novas programações, as quais serão executadas de acordo com os limites de movimentação e empenho”.
Segundo a justificativa, parte desse crédito, no valor de R$ 271,6 milhões refere-se ao cancelamento de despesas primárias pertencentes ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Rômulo Gouveia diz que escolha de candidaturas antes de abril é precipitada

Resultado de imagem para romulo gouveia deputado
Presidente estadual do PSD, partido do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (que tem se colocado como opção ao governo), o deputado federal Rômulo Gouveia, disse que as candidaturas antes de abril é precipitada.  Em entrevista a Rádio Caturité AM, o deputado afirmou que por enquanto as discussões sobre candidaturas ao governo do Estado giram em torno de especulações e que ainda é difícil definir algo desta forma.
Ele explicou que tudo deve ser acertado no dia 7 de abril e que antes dessa data é precipitado avançar no assunto. "Eu já disse claramente em janeiro que a gente só teria o calendário claro no dia 7 de abril. Mesmo a gente sabendo que tem coisas avançando, eu acredito que só vai ter um desenho do quadro e de chapa a partir do dia 7 de abril", frisou.
Rômulo ressaltou que uma série de fatores, como a desincompatibilização de gestores, impede que as decisões sejam tomadas antes dessa data.

Bruno diverge de colegas e volta a defender Romero para o governo: “Tenho minha preferência”

Resultado de imagem para bruno cunha lima
Diferente dos colegas de partido Eliza Virgínia e Marcos Vinícius, o deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB) evitou ser mais direto ao comentar uma possível definição do nome do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), para a disputa ao Governo do Estado pela oposição. Bruno voltou a declarar apoio ao prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), mas ponderou ao dizer que seguirá decisão conjunta dos partidos, seja por quem for.
“Já tenho externado que, como militante, filiado do partido, eu tenho a minha preferência pelo prefeito Romero Rodrigues. Mas, também adianto que a necessidade de haver uma composição fará com que eu defina o meu candidato. Se não for o prefeito Romero Rodrigues, votaria no candidato e trabalharei pelo candidato das oposições, que defendo que seja uma única candidatura”, declarou.

Eliza diz que Cartaxo será o nome da oposição: “Praticamente Romero já declinou”.

Resultado de imagem para eliza quer cartaxo
A deputada estadual Eliza Virgínia (PSDB) seguiu, nesta terça-feira (20), o mesmo discurso do colega de partido, e presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Vinícius, no que diz respeito ao nome da oposição ao Governo do Estado. Assim como Marcos, Eliza disse acreditar que o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), será o escolhido.
“Praticamente Romero [Rodrigues] já declinou. Encontrei com Cássio Cunha Lima ontem, encontrei com Pedro [Cunha Lima], e, pelo menos o que senti, foi que estão todos unidos para eleição. E, pelo o que a gente já sabe, unidos em torno do nome de Luciano Cartaxo”, afirmou. A tucana, entretanto, não poupou elogios ao prefeito de Campina Grande, que inclusive foi o responsável por sua ascensão à Assembleia Legislativa da Paraíba, onde era suplente.
“A gente sabe do mérito que tem Romero, seria um excelente candidato também, assim como Luciano Cartaxo. Temos vários nomes competitivos, e é o que soma. Temos Cartaxo, Romero, José Maranhão. E hoje o mais forte que tem, com mais possibilidade de ganhar, seria Cartaxo”, declarou.

Ex-vice-prefeito de Sousa, José Célio anuncia candidatura a deputado pelo PPS...

IMG-20180220-WA0607
Em encontro mantido ontem com o presidente estadual do PPS, Nonato Bandeira, o médico e ex-vice-prefeito de Sousa, José Célio, anunciou que vai disputar um mandato de deputado estadual nas eleições deste ano.
“Eu estou sendo incentivado por muitas pessoas da região de Sousa e de outras localidades – que consideram existir um espaço hoje na política fora desses grandes esquemas de poder,  financeiros e oligárquicos- preocupadas tão somente com o desenvolvimento integrado e sustentável de nossa região e de nosso estado. Por isso resolvi colocar meu nome à disposição, para que tenhamos opções verdadeiras e comprometidas com os interesses sociais”, afirmou.
Ficha limpa e elogiado por todas nas funções que desempenhou, José Célio esteve cotado para disputar a Prefeitura de Sousa na última eleição municipal, mas abriu mão para atender um apelo em nome da unidade das oposições, fato que teria ocorrido apenas durante o processo eleitoral.
A disposição do médico sousense é fazer uma dobradinha em todo o sertão paraibano com o candidato a deputado federal pelo partido, o chefe de gabinete do Governador do Estado e presidente do PPS na Paraíba, Nonato Bandeira.

Nabor avisa que não subirá no palanque do PSDB e volta a defender aliança do MDB com o PSB

Uma eventual aliança entre MDB e PSDB, nas eleições deste ano, geraria inúmeros conflitos localizados. Quem faz o alerta é o deputado estadual Nabor Wanderley, ao afirmar que não subiria num mesmo palanque com o tucano Dinaldo Wanderley, prefeito de Patos, seu adversário. Nabor demostrou assim preocupação de que as alianças feitas pelo MDB, com vistas às eleições de outubro, poderão trazer prejuízos eleitorais para os candidatos da proporcional.
Usando a expressão “salvar os mandatos”, o parlamentar disse que “é preciso haver uma viabilidade na coligação, até para evitar uma debandada do partido”. Temendo um isolamento da legenda, ele voltou a defender aliança com o PSB. “Nossa linha de atuação sempre esteve mais à esquerda”, avaliou. Nabor participou, na tarde desta segunda (19), do lançamento do Arquivo e Memorial sobre a trajetória pública e privada do governador Ricardo Coutinho. 
O evento aconteceu na Fundação Casa de José Américo, na orla do Cabo Branco, em João Pessoa, e contou com a presença além do governador, da vice-governador Lígia Feliciano (PDT), deputados, secretários, dentre outras personalidades.

Após matéria da Folha de S. Paulo, Wilson Santiago diz não ter interesse em assumir Ministério do Trabalho

Resultado de imagem para wilson santiago ministério
Após matéria da Folha de São Paulo listá-lo dentre os nomes que o PTB está escolhendo para indicar, em substituição à deputada Cristiane Brasil (RJ), para o Ministério do Trabalho, o ex-senador Wilson Santiago disse nesta terça-feira (20) que não tem interesse em assumir a pasta. Santiago vai disputar um mandato nas eleições vindouras o que inviabiliza, neste momento, assumir o ministério já que ficaria inelegível. 
O PTB procura um nome já que a deputada Cristiane Brasil (PTB/RJ) foi dispensado das cotações em face de muitos problemas enfrentados na justiça. “Não há interesse”, afirmou o ex-senador (ao wscom) assegurando que mantém ótimas relações com PTB nacional mas não tem hipótese de assumir o Ministério.

Cajazeiras reconhecida pelo Denatran como a cidade com melhor gestão de trânsito

A cidade de Cajazeiras recebeu o reconhecimento do diretor do Denatran Maurício José Alves Pereira, como um dos municípios com melhor gestão em trânsito. Para ele, Cajazeiras tem uma das superintendências mais avançadas em suas políticas públicas.
O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP) e o Superintendente de Transporte e Trânsito de Cajazeiras (SCTrans), João Vitor Mendes, participaram nesta segunda-feira (19) no Senado Federal em Brasília de uma audiência pública que debateu as Políticas Públicas de Segurança no Trânsito e Mobilidade Urbana com Ênfase na Mobilidade Ativa (ciclista e pedestre) em todo país. Para João Vitor, o reconhecimento recebido é fruto do trabalho e empenho de toda equipe do órgão de trânsito, que tem total apoio do prefeito.
Demonstrando muita atenção a cidade, Maurício Alves afirmou que estará sempre de braços abertos para ajudar Cajazeiras nos seus projetos educacionais, de engenharia e de formação. “Estaremos ao lado do superintendente na Secretaria de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades pra conseguir benefícios para a cidade”, concluiu. (com Secom/CJZ)