segunda-feira, 26 de junho de 2017

Fã invade palco, derruba Simaria no chão e leva soco de Simone. Veja vídeo

Resultado de imagem para fã derruba simaria no palco
O caso aconteceu na noite deste domingo (25), em Amargosa no Estado da Bahia. O rapaz agarrou a cantora Simaria e a derrubou no chão. Os seguranças logo tentaram contê-lo e tirá-lo do palco. O homem invadiu o palco do show de Simone e Simaria, Simone também foi defender a irmã e chegou a dar um soco no homem. Veja o vídeo:

Ana Cláudia diz que deseja disputar vaga na AL e fala sobre possibilidade de Vené disputar o governo

Ana Cláudia fala sobre a possibilidade de Veneziano disputar o governo do Estado
A secretária executiva chefe da Casa Civil do governo do Estado da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, falou sobre a possibilidade de seu esposo, deputado federal Veneziano (PMDB), disputar o governo do Estado nas eleições de 2018 diante de uma boa pontuação em pesquisas.
- Isso demonstra reconhecimento da população paraibana a um trabalho de uma vida que Veneziano tem na atividade política. É algo que nos deixa extremamente felizes o reconhecimento da população, mas Veneziano tem pontuado sempre que seu objetivo é ser candidato à reeleição como deputado federal recebendo apoio de tantos paraibanos como teve na eleição de 2014, especialmente em Campina Grande onde saiu com mais de 60 mil votos- disse.
Sobre a possibilidade de disputar uma cadeira da Assembleia Legislativa no próximo ano, Ana frisou que nutre esta vontade. Entretanto, definirá a permanência no PMDB, já que é ventilado a possibilidade de Veneziano deixar a sigla. (Paraibaonline)

Cássio e Luciano: Quem conversa rápido é porque não tem mais o que falar...

Rápida e direta, ou curta e grossa ou como queiram. Assim foi a conversa entre Luciano Cartaxo, Cássio Cunha Lima e Manoel Júnior, em Brasília. Mas para os assessores do prefeito, ela foi tratada como produtiva, boa e cordial, onde os três juraram amor até que a morte os separem. Ou pelo menos foi o que Cartaxo mandou divulgar. 
Mas, a bem da verdade, a conversa e a sua duração entre os dois principais personagens retratou como está a relação entre o senador e o prefeito de João Pessoa. É como quando um casal está se separando e não quer que a sociedade saiba, a conversa é curta e grossa e por hora diz que está tudo bem. Mas, a relação, acabou.
É notório que a aliança que unia Cássio e Luciano, já se foi. O "amor" que o senador nutria pelo prefeito pessoense, agora pertence a outra alcaide, o de Campina Grande. Aliás, basta olhar pra Romero Rodrigues que percebemos a alegria de quem está vivendo uma "lua de mel", com o seu partido e com o seu chefe político.

Eitel ‘telegrafa’ a governistas: defende outras bandeiras para MP, além do combate à corrupção

O subprocurador-geral da República, Eitel Santiago, é um dos oito candidatos à sucessão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O nome dele, vale ressaltar, começa a ser mencionado como “opção menos amarga ao presidente Michel Temer” em alguns nichos do Judiciário, segundo veículos do Sudeste. O motivo: a pauta menos focada no combate à corrupção. O tema foi abordado em entrevista concedida por ele à revista eletrônica Conjur. Nela, o postulante disse que a Procuradoria-Geral da República “não deve ser sinônimo de tensão com os Três Poderes”. O presidente deve ser denunciado por Janot nesta segunda (26) ou terça-feira (27).
Para Eitel, o MPF será parceiro de órgãos governamentais para promover ações contra desigualdades sociais e melhorar serviços de educação, saúde e segurança pública. Ele garante, no entanto, que isso será feito sem abrir mão do combate à criminalidade. A ideia é “reerguer outras bandeiras, enfatizando a nossa missão em defesa dos direitos humanos, nossa vocação natural”. (com Suetoni)

Produtores de álcool em pé de guerra no Nordeste contra decisão do Camex

Produtores de álcool de cana de açúcar do Nordeste enfrentam graves dificuldades para pagar as contas, em razão de decisões desastradas do governo. Poucas foram tão cruéis quanto a da Câmara de Comércio Exterior (Camex), que autorizou a importação do álcool à base de milho dos Estados Unidos (poluente e de pior qualidade) e reduziu para 0% a tarifa inicial de importação de 20%. A Camex condenou os produtores de álcool do Nordeste à falência. Eles decidiram agora apelar à Justiça. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Só entre janeiro e abril deste ano, o Brasil gastou US$364 milhões (R$1 bilhão e 220 milhões) para importar álcool de milho dos EUA. Em 2014, o Brasil importou – entre janeiro e abril – 275 milhões de litros de álcool. No mesmo período de 2017, foram 787 milhões. Ao contrário do produto brasileiro, o álcool de milho é altamente subsidiado: recebe US$19 bilhões do governo dos EUA todos os anos.

Bruno Cunha Lima revela articulação pro retorno de Aníbal Marcolino à AL

Resultado de imagem para deputado bruno cunha limaO deputado estadual, Bruno Cunha Lima (PSDB), revelou que nos próximos dias, haverá nova rodada de conversas dentro da sigla que podem culminar com a volta de um antigo desafeto do governador Ricardo Coutinho (PSB) à Assembleia Legislativa. Trata-se do suplente Aníbal Marcolino (PEN).
“Deve haver nos próximos dias uma nova rodada de conversas para possibilitar a vinda do deputado Aníbal Marcolino aqui para a Casa. Aníbal não logrou êxito no processo de reeleição mas tem um trabalho reconhecido em sua vida pública que o cacifa como um dos deputados mais combativos e mais atuantes aqui da Assembleia Legislativa” destacou.
Ainda não se sabe quem deve deixar a Casa de Epitácio Pessoa para a volta de Marcolino, mas entre as opções estariam o deputado Ricardo Marcelo (PEN), Jullys Roberto (PMDB), Daniella Ribeiro (PP) e Camila Toscano (PSDB), já que Bruno negou que ele mesmo possa se afastar. Aníbal é um dos opositores mais ferrenhos de Ricardo Coutinho desde que o governador era prefeito de João Pessoa.

domingo, 25 de junho de 2017

No Parque do Povo: Marília Mendonça doa R$ 100 mil instituição de cuida de idosos em Campina Grande e faz surpresa ao prefeito Romero

Resultado de imagem para marília mendonça no são joão cgResultado de imagem para marília mendonça no são joão cg
A cantora Marília Mendonça anunciou, durante pausa em seu show no Palco Principal do Parque do Povo neste sábado (24), a doação do valor de R$ 100.000,00 para o Instituto São Vicente de Paula – instituição religiosa e filantrópica que cuida de idosos – de Campina Grande. O anúncio da doação aconteceu durante o seu show no Palco Principal do Parque do Povo. Uma madre, representando o Instituto, subiu ao palco para receber o documento onde a artista se comprometia em depositar o valor nesta segunda-feira (26).
Além da doação de R$ 100 mil do cachê, a cantora fez questão de homenagear o prefeito Romero Rodrigues. Marília chamou  Romero ao palco e pediu que o público o aplaudisse. Emocionado, Romero agradeceu à cantora e ao carinho do público que superlotou todos os espaços do Parque do Povo para assistir ao show de uma das cantoras de maior sucesso nacional no momento.
Durante a pausa no show, Mendonça aproveitou para fazer a leitura de um poema em que declara seu amor pelo Nordeste. A cantora era uma das atrações mais esperadas da festa e originalmente não estava na programação: foi divulgada de forma surpresa pelo prefeito Romero Rodrigues, durante o show de Pablo, na noite de 11/06.


Polêmica
A cantora foi alvo de polêmica envolvendo também Alcymar Monteiro e Elba Ramalho. Os últimos criticaram a presença de Marília Mendonça, que canta sertanejo, no São João de várias cidades.

sábado, 24 de junho de 2017

Rômulo descarta ceder à Cartaxo presidência do PSD: “Tenho mais capacidade de comandar o partido”

Resultado de imagem para rômulo gouvia deputado
O deputado federal Rômulo Gouveia descartou a possibilidade de repassar o comando do PSD na Paraíba para outro integrante do partido com vistas à organização interna para a disputa eleitoral de 2018. O dirigente destacou que fundou a legenda no estado e que tem condições de conduzir as articulações para o processo de maneira mais eficaz do que teria o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo.
“O PSD não tem dono, mas acho que só haveria necessidade de eu sair da presidência se não houvesse confiança no meu comando”, avaliou. Rômulo acredita que teria mais tempo do que Cartaxo na condição de candidato a governador. “Acho que tenho muito mais capacidade de comandar o partido porque, como não sou candidato da majoritária, tenho mais trânsito para construir e aglutinar forças”, justificou.

Aguinaldo Ribeiro vaza lista com suposta barganha de deputados da PB para votar reformas de Temer

Resultado de imagem para aguinaldo ribeiro e temer
O deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) está apenas no segundo mandato na Câmara Federal e já conseguiu o que muitos políticos não conseguem em toda uma carreira. Foi ministro e homem de confiança de Dilma e logo em seguida virou líder do governo Temer. Para conseguir seus objetivos, porém, muitas vezes age da maneira mais sórdida possível.
O deputado tenta emplacar agora alguns cargos federais na Paraíba. Como líder do Governo na Câmara, quer logico, os melhores. Para conseguir os cargos, Aguinaldo vazou uma lista com supostos pleitos de deputados aliados de Temer na Paraíba, para um assessor com a determinação que fizesse circular não apenas como pleitos dos parlamentares, mas como se fosse uma barganha dos colegas junto ao presidente Michel Temer, para votar favorável as reformas Trabalhista e da Previdência. Ou seja, Aguinaldo mandou o assessor constranger os deputados com a informação de que estão vendendo o voto ao governo federal em troca de cargos, para ver se eles desistem das indicações e ele possa abocanhar as indicações.
O vazamento, porém, não agradou nem aos deputados, muito menos ao Palácio do Planalto. Os colegas de Aguinaldo ficaram uma arara com a trairagem do líder e passaram a informação com os respectivos links e prints para o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Este não gostou nada do que viu, leu e ouviu e teria garantido providências, até porque, tudo o que o governo não quer agora, é deputado aliado insatisfeito com o governo e pensando em votar contra as reformas que é reprovada pela maioria da população e pode, inclusive, significar a derrota de muitos deputados em todo país nas eleições do próximo ano.
Os alvos de Aguinaldo Ribeiro foram Veneziano Vital do Rego (PMDB), Benjamim Maranhão (SD), Hugo Motta (PMDB) e Efraim Filho (DEM). (com Marcos Wéric)

Temer é o presidente mais rejeitado desde Sarney, aponta pesquisa Data Folha...

Pesquisa do Datafolha divulgada neste sábado, 24, mostra que o governo Michel Temer tem aprovação de apenas 7% da população brasileira. É a menor taxa de aprovação desde 1989, quando o presidente José Sarney (PMDB) obteve 5% de aprovação.
O governo Temer, fruto de um golpe parlamentar é considerado ruim ou péssimo por 69% do eleitorado e regular por 23%. Dois meses atrás, a sua taxa de ruim e péssimo estava em 61% e a de ótimo ou bom, em 9%. Aqueles que o consideraram regular somavam 28% no final de abril. Segundo o Datafolha, a situação de Temer é pior que a de Dilma Rousseff (PT) às vésperas de ela sofrer impeachment. Em abril de 2016, a petista tinha 13% de aprovação e 63% de reprovação.
O cenário fica mais desfavorável para o presidente Temer entre as mulheres, os jovens e os mais pobres, em comparação com a média da população. Sua taxa de ruim e péssimo chega a 73% entre o eleitorado feminino, a 74% entre os eleitores de 25 a 34 anos e a 71% para aqueles cuja renda familiar mensal é de até dois salários mínimos. No Nordeste, a reprovação a Temer fica acima da média, 77%, e no Sul, abaixo: 61%.

Vergonha de ser brasileiro
Segundo a pesquisa do Datafolha, divulgada pela Folha de S. Paulo, 47% da população tem mais vergonha do que orgulho de ser brasileiro. É o mais alto patamar registrado pelo Datafolha desde 2000, quando se iniciou a série histórica. Por outro lado, 50% dos brasileiros se dizem mais orgulhosos do que envergonhados de serem brasileiros.

Elba em Campina Grande: "É a cidade que meu deu régua e compasso"

Uma apresentação colorida, dinâmica e recheada de sucessos que sintetizam e simbolizam toda a beleza das tradições culturais nordestinas. Foi esse o tom do show da cantora paraibana Elba Ramalho, uma das atrações mais esperadas pelo público d’O Maior São João do Mundo. Antes de subir ao palco para sua apresentação, a cantora paraibana recebeu em seu camarim o prefeito Romero Rodrigues, com quem conversou durante alguns minutos sobre a festa e seus projetos musicais.
Principal artista da programação desta sexta-feira, véspera de São João, coube também à cantora comandar, ao som de “Olha Pro Céu Meu Amor”, a tradicional queima de fogos que todos os anos colore o céu de Campina Grande em homenagem a um dos santos mais celebrados pelo povo nordestino. Uma das inovações da edição deste ano do evento, o show pirotécnico indoor, modelo que por seu nível elevado de segurança pode ser instalado em um espaço mais próximo do público, proporcionou aos forrozeiros que lotaram o Parque do Povo um belíssimo espetáculo de cores e efeitos visuais.
Após a queima de fogos, a apresentação de Elba Ramalho entrou pela madrugada e nem a chuva que caiu em Campina Grande durante toda a noite afastou os forrozeiros do Quartel General do Forró. Acompanhada de bailarinos que formavam uma típica quadrilha junina, Elba explorou todos os espaços do palco e empolgou o público com um repertório eclético, misturando tradicionais canções nordestinas, a exemplo “Meu Cenário”, “No Lume da Fogueira”, “Sabiá” e “Festa do Interior” com sucessos de outros ritmos adaptados ao forró, como “Sonífera Ilha”, sucesso do grupo Titãs, e “Amor Perfeito”, popularizada na voz de Roberto Carlos.
“Campina Grande é a cidade que meu deu régua e compasso”, declarou a paraibana, ao agradecer ao público que prestigiou sua apresentação.

Com sucesso do 'São Juá 2017', prefeito atende pedido do povo e estende por mais uma semana festejos juninos em Juazeirinho

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, multidão e área interna
Um sucesso a edição 2017 do 'São Juá', realizada no município de Juazeirinho pela Prefeitura Municipal. Tanto é assim que, na noite ontem (23), em plena praça de eventos, o prefeito Bevilácqua Matias anunciou do palco a extensão da festa, que encerrava-se ontem, por mais uma semana e segue agora até o próximo dia 30, atendendo pedido do povo e dos próprios comerciantes. E foi isso que o prefeito fez porque vai movimentar mais ainda a economia local.
O deputado estadual Genival Matias, o prefeito Bevilácqua e da vice-prefeita Virgínia puderam conferir a satisfação do povo no meio do povo.
Eles fizeram questão de circular em todas as barracas, mesas, cidade cenográfica, ilhas de forró... cumprimentando e recebendo o carinho e elogios dos forrozeiros. Isso é resultado de uma gestão eficiente e que vem se destacando por investimento feitos em todas as áreas da administração pública, tendo sempre como foco a melhoria da qualidade de vida da coletividade em geral. 
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, multidão
"É gratificante quando vemos a alegria do povo com a realização dos festejos juninos, o 'São Juá'. Assim como estamos fazendo grandes investimentos nas mais diversas áreas, fizemos questão de organizar um grande evento para festejar nossas tradições. Gerando emprego, renda, movimentando a economia local. E prova disso, foi o pedido para aumentar mais uma semana... de pronto, aceito por nós", disse o prefeito. Os vereadores também estavam junto com o prefeito, além de convidados e amigos.
Em cada abraço e aperto de mão, uma frase de emoção e de agradecimentos. Foi dessa forma que a população recebeu Genival, Bevilácqua e Virgínia, ontem à noite. "Juazeirinho está de parabéns pela festa. O prefeito e sua equipe não mediram esforços para realizá-la, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas pelas prefeitura. O resultado é este que estamos vemos, o povo feliz e satisfeito", comentou  deputado Genival.
“É gratificante ver a aprovação do povo com um evento feito com tanto carinho. Por onde ando as pessoas fazem questão de nos cumprimentar e parabenizar, abraçando-nos e agradecendo. Isso nos encoraja cada vez mais a trabalhar de forma incansável pelo povo de Juazeirinho", pontuou a vice-prefeita Anna Virgínia. E essa é uma marca registrada deles, que não medem esforços para trabalhar, de domingo a domingo, por uma Juazeirinho cada vez melhor.
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e multidão A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé 

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Romero recebe Manoel Jr. no Parque do Povo e põe trégua em disputa por sucessão

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), recebeu o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Jr. (PMDB), no Parque do Povo, em Campina Grande. Foi a primeira recepção de um representante importante da Prefeitura Municipal de João Pessoa por parte do chefe do Executivo de Campina Grande na atual edição do Maior São João do Mundo.
A visita representa uma “trégua” nas disputas recentes entre Luciano Cartaxo e Romero Rodrigues visando a sucessão do Governo do Estado no ano que vem.

PSB quer Chico Lopes disputando vaga de deputado federal, pela região Itaporanga.

Resultado de imagem para chico lopes itaporanga
Capitaneado pelo governador Ricardo Coutinho, o PSB da Paraíba já começou suas articulações para tentar eleger o maior número de deputados estaduais nas eleições do próximo ano. Atualmente com seis (Estela Bezerra, Hervázio Bezerra, Adriano Galdino, Jeová Campos, Ricardo Barbosa e Buba Germano), das 36 cadeiras de titular na Casa, a legenda pretende ampliar o leque de filiados no legislativo estadual, contemplando outras regiões do Estado.
O vice-prefeito de Princesa Isabel, Aledson Moura, será um dos representantes da Serra da Teixeira. Outros nomes que também devem disputar uma vaga na ALPB, são: o radialista Célio Alves, da região de Guarabira; a ex-prefeita de Pombal, Poliana Dutra; a médica Gabriel Félix; o atual prefeito de Bernardino Batista, Gervazio Gomes; a secretária Cida Ramos; o prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena e o ex-prefeito do Condo, Doutor Romualdo.
Já quando a disputa é a federal, o PSB, além de Edvaldo Rosas e Gervásio Maia, terá também um terceiro quadro que começa a ganhar força pelo interior do Estado. Trata-se de Evaldo Gusmão, irmão do prefeito de Pedras de Fogo, Dedé, também do PSB. Correm por fora, ainda, a presidente da Companhia Estadual de Habitação Popular, Emília Correia Lima e do ex-deputado estadual Chico Lopes (foto), pela região de Itaporanga.

Deputado Genival Matias prestigia festejos juninos na cidade de São João do Tigre e agradece carinho da população local

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
O deputado estadual Genival Matias (Avante) prestigiou, na noite desta quinta-feira (22), os festejos juninos em São João do Tigre, no Cariri Paraibano. O parlamentar se associou tradição dos festejos naquele município atendendo convite do grupo da oposição local, oportunidade em que conversou com os amigos, compartilhou da alegria mútua e recebeu o carinho das pessoas em todos os lugares por onde circulou.
“Com a maior satisfação estamos aqui prestigiando os festejos juninos de São João do Tigre, atendendo convite dos amigos que tem levado as reivindicações do povo daqui ao nosso gabinete, para a busca de solução em benefício do município. A festa junina é uma grande riqueza de nosso estado que faço questão de participar”, exaltou Genival.
O deputado teve uma recepção calorosa, em meio a verdadeira multidão de amigos e pessoas especialmente convidadas, capitaneada por Sérgio Freitas, presidente do Avante local, o ex-prefeito Eduardo, ex-vice-prefeita, vereador Cachexa, vereadores, ex-vereadores e correligionários, que estão comprometidos com o projeto de reeleição do deputado para mais uma mandato na Assembleia Legislativa, ano que vem.
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé 
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, multidão e atividades ao ar livre A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, noite e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas dançando, pessoas em pé, casamento, multidão e atividades ao ar livre

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Em reunião nesta quarta, partidos decidem votar por fundo público financiamento de campanha de R$ 3,5 bilhões e fim das coligações proporcionais

Resultado de imagem para partidos se reúnem por fundo partidário
O Congresso deve aprovar antes do final de julho um pacote eleitoral que inclui a criação de um fundo de financiamento de campanhas com verbas do Tesouro Nacional. Coisa de R$ 3,5 bilhões para as eleições de 2018. Reunidos nesta quarta-feira (21), dirigentes de sete partidos políticos concordaram com a providência. São eles: PMDB, PSDB, DEM, PSB, PP, PR e PSD. Juntas, as siglas reúnem infantaria suficiente para aprovar a novidade.
Decidiu-se incluir no embrulho eleitoral uma PEC que aprovada no Senado e aguarda votação na Câmara. Prevê o fim das coligações nas eleições proporcionais. Institui chamada cláusula de barreira, que condiciona o acesso ao tempo de tevê e à verba do Fundo Partidário ao desempenho dos partidos nas urnas.

André Amaral indica tio ex-prefeito do Conde para gerência do INSS em João Pessoa

Cotado para assumir o Ministério da Cultura no Governo Temer, o jovem paraibano André Amaral, do PMDB, nem assumiu o posto e já colocou suas cartas na mesa. Quer emplacar o ex-prefeito do Conde, Aluísio Régis, também do PMDB, para comandar a gerência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em João Pessoa.
Amaral, com o gesto, contempla o irmão de seu pai, o tio, que foi derrotado nas eleições de 2016  no Conde e, desde então, está sem mandato, sem prestígio e sem poder. Aluísio Régis é conhecido como o “coronel” do Conde. Lá foi prefeito por dois mandatos. É também lembrado como o homem do cipó de boi, quando usou o objeto para bater em um adversário em praça pública. (com Henrique Lima)

Veneziano é aguardado no Podemos que será lançado dia 1º julho com filiação dos senadores Álvaro Dias e Romário

Resultado de imagem para renata abreu podemos será lançado dia 1º de julho em brasília
O novo partido Podemos terá seu lançamento nacional no dia 1º de julho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O Podemos, que sucede o Partido Trabalhista Nacional (PTN), teve a troca de estatuto e de nome homologada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 16 de maio.
Para a presidente do partido, a deputada federal Renata Abreu (SP), “o Podemos nasce com uma herança muito boa do PTN, partido que teve o maior crescimento no país (150%) em número de prefeitos eleitos em 2014, subindo de 12 para 30. Já o número de vereadores saltou de 428 para 764. E o número de deputados federais subiu de três para 13. Contamos ainda com filiação, em breve, do senador Álvaro Dias (PV) e de vários outros parlamentares”, diz Renata.
Além de Alvaro Dias, que chega com a promessa de ser candidato à Presidência da República, em 2018, o senador Romário (PSB) também deve se filiar ao Podemos. Dentre os deputados federais que se filia no dia do lançamento está Silas Freire, que foi expulso do PR e está sem partido não precisando esperar pela janela partidária [em março de 2018]. O deputado federal paraibano Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) é outro que deve se filiar ao Podemos, cuja direção estadual na Paraíba já lhe foi oferecida mas ele deve aguardar a janela partidária. 
O Podemos pretende aproximar a política dos anseios da população brasileira, que vem ocupando as ruas desde 2013 para protestar contra a corrupção e a falta de transparência na política. Assim, o Podemos não significa apenas a mudança de nome de um partido; trata-se de modificar o comportamento político, atualizando a democracia e resgatando a esperança dos brasileiros. Para isso, o Podemos defende transparência, maior participação da população e ações de democracia direta. O movimento não se define como de esquerda ou de direita, pois considera superado esse modelo ideológico, que não se comunica mais com a maioria da sociedade.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Reformulação de Lei Orgânica da Polícia Civil põe peritos criminais e policiais civis em pé de guerra

Herbert Boson expõe insatisfação dos peritos criminais... Foto: Sueton S. Maior
Uma proposta de revisão da Lei Orgânica da Polícia Civil colocou em pé de guerra policiais civis e peritos criminais paraibanos. Os peritos acusam a comissão formada para estudar as mudanças de trabalhar para acabar como o Instituto de Polícia Científica (IPC). Pela proposta, ele seria incorporado pela Polícia Civil, o que a categoria tem visto como erro. Eles alegam que o atrelamento fará com que o trabalho dos peritos seja submetido à condução dos delegados.
“Com isso, sem independência para investigar, há riscos de pressão de delegados para que as perícias apenas confirmem as provas testemunhais. Não raro, a perícia aponta novos rumos para a investigação”, ressalta o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado da Paraíba, Herbert Boson. A Paraíba é um dos 18 estados brasileiros onde há separação entre IPC e Polícia Civil. “Isso atende recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Plano Nacional de Segurança Pública. Qualquer mudança será um retrocesso”, acrescentou.
As discussões começaram depois da formação de uma comissão para estudar a reformulação da Lei Orgânica da Polícia Civil. Ela é composta por quatro delegados, um agente de investigação e um perito. Os debates vêm desde o ano passado, mas sem consenso. Os membros do IPC dizem que há um movimento para enfraquecer o Instituto de Polícia Científica. Eles criticam a falta de material para a condução das perícias científicas e cobram orçamento próprio. Um exemplo disso é o laboratório de DNA, que tem uma demanda reprimida de 129 casos.
Cláudio Lima pede que haja consenso... Foto: Herbert Clemente
Boson alega que há 29 corpos que não foram liberados, até agora, por falta de material para analisá-los. Alguns estão no IPC há quatro meses. “São 29 corpos que não foram liberados para as famílias, 65 crimes sexuais carecendo de esclarecimento, 35 crimes de homicídios pendendo da análise de vestígios biológicos, 45 amostras de sêmen coletados em locais suspeitos de crime sexual para identificar o agressor e 27 casos de famílias que doaram seu DNA para saber se seus entes queridos são os cadáveres não identificados no IML”, disse.

Resposta

O secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, viu exageros na reação dos servidores do IPC. Ele alega que a comissão formada para estudar a modernização na Lei Orgânica tem gente bem formada, inclusive, com a participação de peritos. “O que vale não é o IPC ser separado da Polícia Civil ou não. O que importa é a eficiência. Há separação no Rio Grande do Norte e o funcionamento de lá é caótico”, ressaltou o secretário. Ele acrescenta que as mudanças não são propostas da Polícia Civil, mas do Estado.
“Espera-se que haja consenso na proposta. Não vou levar um balaio de gatos para o governador (Ricardo Coutinho)”, disse o secretário, que participa de evento fora do Estado. (com Suetoni Souto Maior)

Cássio, Cartaxo e Manoel Júnior se reúnem com ministro da Fazenda, em Brasília.

IMG-20170621-WA0627
O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o vice-prefeito Manoel Júnior (PMDB) foram recebidos, na tarde desta quarta-feira (21), pelo ministro da Fazenda, Henrique Meireles. Na pauta, os três cobraram do ministro compensação financeira para as perdas que João Pessoa vem perdendo de recursos do FPM.
Entre as alternativas, está o pedido de empenhamento total da emenda de bancada, no valor de R$ 140 milhões, para obras de infraestrutura em João Pessoa.O prefeito revelou ao ministro que só esse ano, João Pessoa perdeu R$ 15 milhões com a perspectiva de chegar a R$ 50 milhões até o fim do ano.
Nos bastidores, PSD, PSDB e PMDB revelam união e entendimentos administrativos que devem extrapolar os limites administrativos e consolidar a força das oposições visando as eleições do próximo ano. Apesar dos rumores, os principais partidos da oposição sinalizam para permanência da aliança.